A leitura é um testemunho oral da palavra escrita.

BD MANIA

A MINHA BIBLIOTECA DE BANDA DESENHADA

JOSÉ SARAMAGO

O Nosso Nobel

A MINHA LISTA DE DESEJOS

De preferência os livros do Arturo Perez-Reverte em português please

AS CRÓNICAS DE GELO E FOGO

As Capas dos 10 livros editados

EM MODO LEITURA

Acácia Outras Terras

03/11/2011

Booking Through Thursday 03/11



O tema desta Quinta-feira: TIPO DE LEITURA


  1. All other thing being equal, would you rather read a book that’s hard/challenging/rewarding or light/enjoyable/easy?

Esta é uma resposta fácil e rápida, já que considerando que leio por prazer os livros que mais gosto de ler são os leves, fáceis e que dêem prazer.
Não quer isto dizer que deixe de lado grandes autores, já que para mim, os livros do Saramago são puro prazer...

02/11/2011

Robin Hobb





Robin Hobb, de nome verdadeiro Margaret Astrid Lindholm Ogden, nasceu em 1952 na Califórnia.
Usa o pseudónimo Robin Hobb devido às vendas pouco satisfatórias sob o nome Megan Lindholm.
Robin Hobb tem escrito histórias desde que aprendeu a escrever. Sabia desde tenra idade que queria ser escritora mas era realista o suficiente para saber que muito poucos são capazes de se sustentarem financeiramente apenas através da escrita. Todavia, lutou pelo seu sonho e preparou-se para desempenhar outras profissões enquanto se dedicava à escrita.

Aos nove anos de idade, Robin e a família deixaram Califórnia para viver no Alasca. Foi aqui que conheceu o seu primeiro amigo e companheiro, um híbrido de cão e lobo chamado Bruno, que a acompanhava nas suas explorações nas florestas que rodeavam a sua casa de família. Devido a este modo de vida auto-suficiente e básico, tornou-se especialista em canalização e electricidade.
Depois de se licenciar na Universidade de Denver, regressou ao Alasca e casou-se com um pescador. Foram viver numa pequena ilha na costa do Alasca chamada Kodiak e têm vivido junto ao mar desde então. Autora de doze romances, foi nomeada para os Prémios Hugo e Nébula, mas nunca venceu.
No decurso de dez anos, Robin Hobb teve três filhos e nesse tempo conseguiu também continuar a escrever histórias e enviá-las para revistas. Em 1982, publicou o seu primeiro livro, HARPY'S FLIGHT e seguiram-se três outros livros com as mesmas personagens. Estas obras foram escritas com o pseudónimo Megan Lindholm e embora tivessem obtido críticas positivas da parte dos leitores e críticos, a fama e fortuna ainda estavam muito distantes. Depois de várias colaborações e outras obras publicadas, decidiu sentar-se e começar a escrever algo diferente, um livro que ia escrevendo sob o nome "Bastardo de Cavalaria", e que era contado na primeira pessoa, uma técnica pouco comum. Foi por esta altura, em conversa com o seu agente, que decidiu criar um novo nome que se adequasse a este novo estilo de escrita - o andrógino Robin Hobb foi escolhido, pois Robin tanto podia ser o nome de um homem ou de uma mulher e Hobb era usado devido à sua semelhança com personagens de fantasia como Hobbits e Hobgoblins.
A série de fantasia mais popular de Robin Hobb é A SAGA DO ASSASSINO. A ideia para a trilogia surgiu num pedaço de papel que conservava numa gaveta, dizia simplesmente "E se a magia fosse viciante?" e "E se a magia fosse destrutiva ou degenerativa?". Constituída por três volumes, o enredo segue as aventuras de um assassino treinado de nome Fitz. A trilogia iniciou-se com APRENDIZ DE ASSASSINO, publicado em 1995, seguido por ROYAL ASSASSIN em 1996 e ASSASSIN'S QUEST em 1997. A SAGA DO ASSASSINO catapultou Robin Hobb para a fama e sucesso.
Pouco depois de completar a primeira trilogia, escreveu a trilogia THE LIVESHIP TRADERS, com uma relação necessária aos primeiros livros. A trilogia é uma história náutica que começa com SHIP OF MAGIC, publicado em 1998, THE MAD SHIP (1999) e SHIP OF DESTINY no ano 2000.
Dois anos depois da publicação de THE SHIP OF DESTIINY, a nova trilogia da Hobb THE TAWNY MAN continuou a história de Fitz e começa quinze anos depois dos eventos de ASSASSIN'S QUEST. Os três livros são FOOL'S ERRAND (2002), GOLDEN FOOL (2003) e FOOL'S FATE (2003).
Em 2005, Robin Hobb saiu do mundo das suas trilogias e escreveu a THE SOLDIER SON TRILOGY que segue a vida de Nevare Burvelle e a sua formação e educação na Academia King Cavalla. Os três livros são SHAMAN'S CROSSING (2005), FOREST MAGE (2006) e RENEGADE'S MAGIC.
Robin Hobb e o marido Fred têm três filhos crescidos e um adolescente, e três netos. Como Megan Lindholm, escreveu uma série de romances de fantasia, como THE REINDEER PEOPLE e WOLF'S BROTHER.

Fonte: Saída de Emergência


Posts no AS MINHAS LEITURAS